GP da Rússia: Hamilton passa susto no Q2, mas sobra no Q3 e crava pole número 96 na F1

É redundante, mas Lewis Hamilton voltou a fazer a diferença para conquistar a pole número 96 na Fórmula 1, em Sochi (Rússia). Depois de passar um susto no Q2 e precisar garantir a classificação ao Q3 com uma volta aberta no último segundo, o hexacampeão sobrou na etapa final e quebrou o recorde da pista ao cravar 1m31s304. Neste domingo, se vencer a corrida, Hamilton igualará o recorde de 91 vitórias de Michael Schumacher.

Na última volta, Max Verstappen conquistou um lugar na primeira fila ao cravar 1m31s867 e desbancar Valtteri Bottas, que errou na última tentativa e ficou apenas em terceiro no grid. Sergio Pérez (Racing Point) e Daniel Ricciardo terminaram em quarto e quinto lugares, respectivamente.

Completaram os dez primeiros colocados, da sexta à décima colocações, Carlos Sainz Jr. (McLaren), Esteban Ocon (Renault), Lando Norris (McLaren), Pierre Gasly (AlphaTauri) e Alexander Albon (RBR).

O GP da Rússia de Fórmula 1 começa às 8h10 (de Brasília) deste domingo, com transmissão ao vivo pela TV Globo. A narração será de Cleber Machado, com comentários de Luciano Burti. O ge também mostra a corrida em vídeo.

+ Classificação atualizada do campeonato+ Jogue o game “Ases das Pistas” da F1+ Veja o calendário da Fórmula 1 2020

HAMILTON: “Primeiramente, devo dizer um grande oi para todos os fãs que estão aqui, eu senti a falta dos fãs por todo o ano! Espero que todos fiquem seguros. Foi uma das piores sessões de classificação, foi horrível! Coração na boca! Eu perdi o tempo, então a bandeira vermelha apareceu. É bom estar na pole, mas aqui é provavelmente o pior lugar para se estar na pole, com os carros com mais arrasto neste ano.”

LEWIS: “Firstly, I have say a big hi to all the fans that are here, we’ve missed the fans all year! I hope everyone’s staying safe “#RussianGP 🇷🇺 #F1 pic.twitter.com/QZhiJfc53T

VERSTAPPEN: “Estávamos sofrendo um pouco para achar o balanço certo ontem, mas durante a classificação começamos a encontrá-lo. Segundo lugar no Q3 – eu não estava esperando isso e é claro que é ótimo para nós. Se tivermos uma boa largada amanhã você nunca sabe o que pode acontecer.”

MAX: “We were struggling a bit to find the right balance yesterday but through qualifying we started to find it.”P2 in Q3 – I wasn’t expecting that and of course it’s great for us. If we can get a good start tomorrow you never know what can happen”#RussianGP 🇷🇺 #F1 pic.twitter.com/PCBdkxCfiX

BOTTAS: “É um lugar muito bom para se largar em terceiro. Lembro de uma vez que larguei em terceiro aqui e sei o que aconteceu lá…”

VALTTERI: “It’s a pretty good place to start third. I remember once I started third here, and I know what happened there…” 😏#RussianGP 🇷🇺 #F1 pic.twitter.com/MMqtxYyzrq

THAT. WAS. TENSE! A new track record and it’s POLE for @LewisHamilton at the #RussianGP!! YES! 🙌 pic.twitter.com/HDRJfI8RGR

BREAKING: @LewisHamilton takes pole at Sochi!The reigning world champion takes the 96th pole of his F1 career, ahead of Max Verstappen (P2) and Valtteri Bottas (P3)#RussianGP 🇷🇺 #F1 pic.twitter.com/zHOQ5DPQgm

– Verstappen igualou sua melhor posição de largada em 2020 – já tinha sido segundo nas duas provas em Spielberg. É a melhor colocação de Max num grid em Sochi.

Yessss Max!!! P2️⃣ and his best #Quali in Sochi 💪 #RussianGP 🇷🇺 #ChargeOn 🤘 pic.twitter.com/RRfqwVnTTO

– Sergio Pérez alcançou a quarta posição no grid pela quarta vez no ano.

😲 Some heart in mouth moments in qualifying, and this is how we line up for tomorrow’s race #RussianGP #F1 pic.twitter.com/QlClOi09Tl

Logo no começo do treino, Bottas estabeleceu o melhor tempo do fim de semana, com 1m32s656, enquanto Hamilton fez 1m34s265 mas teve a volta deletada por exceder os limites da pista na última curva. Pérez inicialmente ficou em segundo, mas 1s048 atrás, e ele foi seguido por Sainz, Leclerc e Stroll. Faltando oito minutos, Hamilton cravou 1m32s983 e pulou para segundo.

Bottas faz a melhor volta no começo do treino oficial do GP da Rússia

Como nos treinos livres, diversos pilotos acabaram perdendo o controle do carro na freada para a curva 1, no fim da reta dos boxes. Até mesmo Bottas deu uma escapada, assim como Magnussen e Gasly – todos voltaram para a pista sem problemas.

No minuto final, a disputa pelas últimas vagas no Q2 foi acirrada. Ocon estava fora dos classificados, mas subiu para terceiro, à frente de Ricciardo. Mas logo depois Kvyat surpreendeu e tomou o terceiro lugar de Ocon. Já com o cronômetro zerado, Russell conseguiu de novo avançar ao Q2 com a Williams, em 13º, enquanto Vettel ficou em 15º e quase foi eliminado.

16º ROMAIN GROSJEAN (HAAS)17º ANTONIO GIOVINAZZI (ALFA ROMEO)18º KEVIN MAGNUSSEN (HAAS)19º NICHOLAS LATIFI (WILLIAMS)20º KIMI RAIKKONEN (ALFA ROMEO)

Hamilton começou o Q2 fazendo 1m32s085, mas teve a volta deletada por exceder os limites da pista na última curva. Na primeira tentativa, Bottas também cometeu um erro e marcou apenas 1m33s056. Na primeira parte do Q1, a melhor volta ficou com Ricciardo, com 1m32s218, seguido por Sainz, Pérez, e só então o finlandês da Mercedes.

Faltando dois minutos para o fim, Bottas pulou para segundo, e Hamilton foi para a pista com um novo jogo de pneus médios novos. No entanto, o inglês não conseguiu completar a volta cronometrada porque Vettel sofreu um acidente na curva 4, e a bandeira vermelha foi agitada – o alemão da Ferrari não se machucou, e Leclerc passou por cima dos destroços do carro.

Com apenas 2m15 para o fim do Q2, o tráfego na saída dos boxes foi intenso, e Hamilton se deu mal, pois ficou atrás de uma fila de carros. Com emoção, no último segundo antes da bandeirada, o inglês conseguiu abrir a volta e marcou 1m32s835, quarto tempo, mas, de qualquer forma, Hamilton teve a estratégia comprometida, pois vai ter de largar de pneus macios, enquanto Bottas terá pneus médios na largada.

Num fim de Q2 dramático e equilibrado, Stroll foi eliminado depois de ter sofrido um superaquecimento no motor antes de deixar o box para a última tentativa. Já Leclerc ficou em 11º, a 0s043 do décimo colocado Ocon. Verstappen abortou sua última tentativa para ter o melhor tempo com pneus médios e quase foi eliminado também, mas ficou em nono.

11º CHARLES LECLERC (FERRARI)12º DANIIL KVYAT (ALPHATAURI)13º LANCE STROLL (RACING POINT)14º GEORGE RUSSELL (WILLIAMS)15º SEBASTIAN VETTEL (FERRARI)

O Q3 começou com Daniel Ricciardo fazendo o melhor tempo, com 1m32s264, mas Valtteri Bottas baixou para 1m32s184 e assumiu a liderança provisoriamente. Mas Lewis Hamilton detonou todos os parâmetros ao cravar 1m31s391 e praticamente garantir a pole.

Para quem imaginava que não daria mais para Hamilton melhorar, o hexacampeão foi ainda mais veloz na última tentativa e abriu 0s6 de vantagem sobre Bottas. No finalzinho, o finlandês ainda foi superado por Verstappen, que arrancou o segundo lugar por 0s069.

Source: https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/noticia/gp-da-russia-hamilton-passa-susto-no-q2-mas-sobra-no-q3-e-crava-pole-numero-96-na-formula-1.ghtml

World news – BR – GP da Rússia: Hamilton passa susto no Q2, mas sobra no Q3 e crava pole número 96 na F1

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *