Borrachinha é azarão contra Adesanya na luta pelo cinturão no UFC 253

Segundo as casas de apostas, brasileiro leva desvantagem nas cotações na luta pelo cinturão dos médios

Paulo Borrachinha terá uma dura missão pela frente. Além de encarar Israel Adesanya, na luta pelo cinturão dos médios no UFC 253, neste sábado (26), ele terá que derrotar outra barreira: as casas de apostas. De acordo com a Odds Shark, o brasileiro é cotado como azarão para a luta. A luta entre os rivais vale o seu palpite no Bodog.

Para começar, você acessa o Odds Shark, escolhe uma casa de apostas e faz o seu cadastro. Depois de efetuar uma quantia, já pode começar a investir e a se divertir nas principais casas de apostas.

O mineiro Paulo Borrachinha, obviamente, entra neste embate que vale cinturão como azarão, cotado em R$ 2,30 a cada R$ 1,00 aplicado por você. O brasileiro lutará contra o campeão da categoria. Mas, olha, ferramentas para deixar o octógono como vencedor ele tem. Borrachinha segue invicto na carreira, com 13 lutas e 13 vitórias. O triunfo mais recente foi em agosto do ano passado sobre Yoel Romero.

Do outro lado do embate, o nigeriano Israel Adesanya defenderá o seu título tendo 19 resultados positivos consecutivos. Em março deste ano, ele derrotou também Romero. Recentemente, o africano e o sul-americano trocaram farpas via imprensa, o que coloca ainda mais tempero para a luta do fim de semana. O atleta chegou a dizer que o brasileiro não consegue bater o peso pelo fato de se dopar.

No peso-meio-pesado, o californiano Dominick Reyes buscará se recuperar da derrota sofrida para Jon Jones em fevereiro de 2020. Até este revés, o americano estava com 12 resultados positivos. Este cartel deixa ele como grande favorito, rendendo R$ 1,40, para o embate com o polonês Jan Blachowicz. Este segundo atleta tem no cartel 26 vitórias e oito derrotas, vindo três triunfos seguidos. A vitória mais recente foi em fevereiro contra Corey Anderson com um nocaute. O polaco paga R$ 3,00 para 1.

A maior barbada do UFC 253 está na luta entre o americano Diego Sanchez e o australiano Jake Matthews pelo peso meio-médio. O representante do Tio Sam é muito azarão, tendo a cota de R$ 5,50, com o cartel de 30 vitórias e 12 derrotas, enquanto o oponente é mais novato no MMA. O atleta da Austrália tem 16 triunfos e 4 reveses. Ambos vêm de vitórias, só que Jake tem a invencibilidade de duas lutas. Ele rende R$ 1,16.

Se na luta citada no parágrafo acima temos uma grande disparidade de cotas, no confronto do peso pena entre o canadense Hakeem Dawodu e russo Zubaira Tukhugov. Apenas R$ 0,07 separam estes atletas nas casas de apostas. Dawodu está coma invencibilidade de quatro compromissos. Em novembro do ano passado, ele superou Julio Arce. No fim de semana, o seu rendimento será de R$ 1,90.

Tukhugov, com o retrospecto de 19 vitórias, um empate e quatro derrotas, passa por um pequeno momento de instabilidade, mesmo tendo vencido Kevin Aguilar em fevereiro. Antes disso, ele teve uma derrota e um empate.

Triunfos de Paulo Borrachinha (R$ 2,30), Dominick Reyes (R$ 1,40), Jake Matthews (R$ 1,16) e Hakeem Dawodu (R$ 1,90).

Source: https://www.superlutas.com.br/noticias/126083/borrachinha-e-azarao-contra-adesanya-na-luta-pelo-cinturao-no-ufc-253/

World news – BR – Borrachinha é azarão contra Adesanya na luta pelo cinturão no UFC 253

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *